Cavi - Consultoria e Acessibilidade, Laudos, Pisos Táteis

Entenda como é o passo a passo de um Laudo de Acessibilidade.

Que a acessibilidade vem ganhando cada vez mais espaço hoje em dia, isso é um fato. Conseguimos observar a movimentação pelos locais públicos, como ruas, praças, parques, calçadas e chegando mais forte nos locais privados, como condomínios, estádios de futebol, comércios, academias, salões de beleza, mercado e organizações em geral. Processo imprescindível para garantir que todos possam usufruir o direito de ir e vir. E nesse cenário o laudo de acessibilidade é fundamental. Por isso a CAVI preparou um artigo para explicar o passo a passo desse trabalho complexo.


Vamos começar pelo básico, afinal o que é um laudo de acessibilidade? O laudo de acessibilidade é um documento essencial para garantir que um local seja acessível a todas as pessoas, incluindo aquelas pessoas com deficiência, mobilidade reduzida, grávidas, idosos e obesos. 


Ao preparar um laudo de acessibilidade eficaz, é importante compreender o objetivo e o escopo do laudo. O laudo deve incluir uma auditoria completa de acessibilidade e diretrizes claras para melhorias futuras. Além disso, o relatório deve seguir as diretrizes do governo local ou nacional para garantir a conformidade com as leis e regulamentos aplicáveis, assim evitando multas e processos judiciais. A visita é feita por profissionais habilitados, no nosso caso, a responsabilidade são dos nossos arquitetos ou engenheiros civis, que são especialistas e técnicos em avaliação de acessibilidade.


Para realizar uma auditoria de acessibilidade, é necessário seguir algumas etapas cruciais. Primeiramente, é preciso realizar uma inspeção no local para avaliar vários aspectos de acessibilidade, como a presença de rampas, sinalização adequada, corrimão, largura da porta, sinalização tátil, se há dificuldade de acesso, recursos de tecnologia assistiva, banheiro acessível, vaga de estacionamento reservado, identificar os pontos críticos, as barreiras arquitetônicas, entre outros fatores. Por fim, é importante avaliar a comunicação e o atendimento ao cliente, morados ou funcionário, para garantir que todos possam acessar as informações e serviços oferecidos.


Ao escrever o laudo de acessibilidade, é importante seguir algumas diretrizes para garantir que ele seja eficaz. O relatório deve incluir uma descrição detalhada dos problemas de acessibilidade encontrados, bem como recomendações claras e específicas para corrigi-los. É importante incluir exemplos de boas práticas e soluções alternativas para ajudar a equipe a entender como implementar as mudanças possíveis. O relatório deve ser claro, conciso e fácil de entender para que todos possam compreender as informações apresentadas e trabalhar juntos para melhorar a acessibilidade.


O laudo de acessibilidade deve respeitar os requisitos da norma técnica e legislação. Ou seja, seguir a NBR 9050 (Acessibilidade a Edificações, Mobiliário, Espaços e Equipamentos Urbanos) a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) e a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência.


Um dos erros mais comuns cometidos na preparação de um laudo de acessibilidade é uma análise inadequada das diretrizes e padrões de acessibilidade. Muitos profissionais podem não ter uma compreensão abrangente dos tópicos e podem ignorar aspectos cruciais da acessibilidade, levando a relatórios incompletos ou imprecisos. Para evitar este erro, é essencial assegurar que as orientações e normas sejam exaustivamente pesquisadas e compreendidas, e que sejam aplicadas corretamente ao longo do laudo técnico. Para garantir que o laudo de acessibilidade tenha as informações reais e completas, é indispensável profissionais qualificados e especialistas sobre o tema.


Através do laudo de acessibilidade, a CAVI garante soluções eficientes e realistas aos clientes, comprometendo-se com um ambiente acessível a todos.

Nós utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa privacidade. OK