Cavi - Consultoria e Acessibilidade, Laudos, Pisos Táteis

Deficiências invisíveis: Entenda melhor sobre!

Quando pensamos em pessoas com deficiências automaticamente pensamos em alguns tipos de deficiência que são mais fáceis de serem observados em um primeiro contato. E como todas as pessoas são diferentes e únicas, existem diversos tipos de deficiências, e a deficiências invisíveis referem-se a condições de saúde que não são imediatamente aparentes para outras pessoas.


Essas deficiências podem incluir doenças crônicas, distúrbios neurológicos, doenças mentais e muitas outras condições. Exemplos de deficiências invisíveis são visão subnormal, perda auditiva, autismo (TEA), TDAH, dor crônica e deficiências cognitivas. Estas deficiências podem ter um impacto significativo na vida cotidiana de um indivíduo, mas são muitas vezes ignoradas ou mal compreendidas devido à sua invisibilidade. É importante reconhecer a existência de deficiências invisíveis e os desafios que representam para as pessoas que convivem com elas.


Indivíduos com deficiências invisíveis enfrentam desafios únicos que muitas vezes não são visíveis para outras pessoas. Eles podem sofrer discriminação, julgamento ou mal-entendidos por parte de pessoas que não entendem os seus desafios. Essas pessoas podem ter dificuldades em aceder a acomodações e apoio que os ajudem a gerir as suas deficiências. A falta de acessibilidade a locais públicos e privados pode agravar ainda mais as dificuldades enfrentadas pelos indivíduos com deficiência invisível. É essencial aumentar a sensibilização para estes desafios e trabalhar no sentido de criar uma sociedade mais inclusiva e acessível.


A importância da conscientização e das adaptações para indivíduos com deficiências invisíveis não pode ser exagerada. Muitas pessoas com deficiências invisíveis muitas vezes têm suas experiências, sentimentos e dificuldades invalidadas. Portanto, é crucial reconhecer a existência de deficiências invisíveis e a necessidade de adaptações que possam ajudar os indivíduos com estas deficiências a gerir as suas condições e a viver vidas plenas. O cordão de girassol, por exemplo, é um símbolo que chama a atenção para a existência de deficiências ocultas e promove a compreensão de que nem todas as deficiências são visíveis. Porém de nada adianta saber identificar através do cordão ou carteirinha e não saber atender as pessoas com deficiência.

Quem tem o hábito de acompanhar os noticiários e mídias sociais, consegue observar com facilidade a consequência negativa do despreparo de muitas organizações ao atender um cliente com deficiência.


É crucial que as empresas formem os seus funcionários em acessibilidade para garantir que compreendem as necessidades dos clientes com deficiência. Esta formação deve centrar-se na acessibilidade atitudinal, que se refere a comportamentos e atitudes que promovam uma postura inclusiva e respeitosa para com a sociedade em geral. Ao compreender as necessidades dos clientes com deficiência, os funcionários podem oferecer um melhor atendimento ao cliente e criar um ambiente mais acolhedor para todos os clientes. Isso pode levar a uma maior fidelidade e satisfação do cliente, bem como a melhores resultados de negócios.

Ao aumentar a consciencialização e promover a compreensão, podemos criar uma sociedade mais inclusiva e solidária para os indivíduos com deficiências invisíveis.

As deficiências invisíveis são um problema real e significativo que afeta muitas pessoas. Estas deficiências podem não ser imediatamente visíveis, mas podem ter um impacto significativo na vida e no bem-estar de uma pessoa. É importante compreender e reconhecer estas deficiências, bem como os desafios que os indivíduos com deficiências invisíveis enfrentam. Ao aumentar a sensibilização e proporcionar adaptações, podemos ajudar a criar uma sociedade mais inclusiva e solidária para as pessoas com deficiências invisíveis. É crucial que trabalhemos no sentido de criar um mundo mais acessível e compreensivo para todos, independentemente das suas capacidades.

Nós utilizamos cookies para personalizar sua experiência. Ao acessar o site, você concorda com a nossa privacidade. OK